In Memoriam : Ralph Stanley

Ralph Stanley

O Mestre do Banjo (e da Voz)

 

Numa das cenas mais arrepiantes do filme “Irmão, Onde Estás?” – um hino à fraternidade de culturas brancas e negras dos Estados Unidos, onde os blues, a country, o bluegrass e outros géneros musicais convivem muitas vezes de mãos dadas –, uma das personagens, o líder do Ku Klux Klan, canta “Oh Death”. Não se vê quem está por trás da máscara, nem isso é importante. Porque o que é importante é a voz que se ouve: a voz poderosíssima, dorida e fabulosamente bem timbrada por décadas de vivência na música dos Apalaches de Ralph Stanley.

 

Ralph Stanley morreu a 23 de Junho de 2016 e, se calhar, muita gente só o tinha ouvido nesse tema e nesse filme. Mas, agora que partiu, é tempo de vir a conhecer a música deste homem nascido em 1927 no sudoeste da Virginia e que revolucionou o som do banjo – e que marcou milhares de pessoas com a sua voz – ao longo do seu percurso musical, primeiro com os Stanley Brothers, ao lado do irmão Carter, e depois com os Clinch Moutain Boys, também ao lado do irmão até à morte deste, em 1967, e com inúmeros outros músicos ao longo do final do Séc. XX e início do Séc. XXI.

Também conhecido como Dr. Ralph Stanley – devido a um doutoramento honoris causa que recebeu –, para além de cantor e banjoísta, foi também compositor de temas originais para banjo e um dos mais respeitados músicos de bluegrass e country dos Estados Unidos. A entrada do seu nome tanto no International Bluegrass Music Hall of Honor como no Grand Ole Opry é uma rara honraria.

 

António Pires