Grupo Coral Os Vindimadores da Vidigueira : Cante Alentejano – Volume 2

Grupo Coral dos Vindimadores da Vidigueira_Capa

 

 

Grupo Coral Os Vindimadores da Vidigueira

Cante Alentejano – Volume 2

CNM – Companhia Nacional de Música

 

Bastou que a UNESCO outorgasse em 27 de Novembro de 2014 ao cante alentejano o estatuto de Património Imaterial da Humanidade para essa verdadeira riqueza cultural e musical deste pais à beira-mar plantado desse um salto em frente. Isto é, deixasse de ser um produto meramente de consumo nacional e regional para ser uma espécie de curiosidade para alguns turistas e uma coisa importante para outros estrangeiros mais atentos e que até ali certamente pouco ou nada conheciam do cantar alentejano e do próprio Alentejo. Mas a realidade, porém, é que a partir da concessão do estatuto o cante passou a ser uma evidente mais valia musical de Portugal aos olhos do Mundo…

Depois do lançamento de um primeiro volume em que participaram Os Mineiros de Aljustrel e o grupo etnográfico e coral Os Camponeses de Pias, Nuno Rodrigues, o “boss” da Companhia Nacional de Música, preparou cuidadosamente um segundo volume, “Cante Alentejano – Volume 2”, que acaba de ser agora editado e contém onze canções cuja notável interpretação vocal esteve desta vez a cargo do excelente Grupo Coral Os Vindimadores da Vidigueira. Para os mais distraídos, ou para quem eventualmente ignore o fenómeno musical, o cante é um canto de origem coral em que alternam um cantador a solo com um coro, havendo um alto a preencher as pausas e rematando as estrofes…

Com o crescente sucesso que os cantares alentejanos têm granjeado intra e além-fronteiras este segundo volume, a exemplo do primeiro, tem uma belíssima apresentação (tray em cortiça e slipecase recortado) e vai certamente transformar-se em mais um objecto de interesse e procura, não só porque está colocado à venda a um preço absolutamente de combate, acessível portanto às mais diversas bolsas quer nacionais quer estrangeiras, mas também pelo seu factor cultural, pois representa acima de tudo a voz de um povo.

João Afonso Almeida