Auditório de Espinho : Ricardo Toscano com OJE, Amiina, Júlio Pereira, Adam Ben Ezra e Les Filles de Illighadad Inauguram o Ano

A programação de concertos no Auditório de Espinho para o primeiro trimestre de 2018 arranca hoje, dia 5 de Janeiro, com um concerto que junta o saxofonista Ricardo Toscano à Orquestra de Jazz de Espinho e continuará depois com espectáculos protagonizados pelas islandesas Amiina, o português Júlio Pereira, o israelita Adam Ben Ezra e as nigerinas Les Filles de Illighadad (na foto), entre outros. O comunicado:

Em 2018, o Auditório de Espinho – Academia arranca ao som do jazz. Nesta sexta-feira, Ricardo Toscano, com a colaboração da Orquestra de Jazz de Espinho, vai revisitar repertório celebrado por velhas lendas do saxofone como Jonnhy Hodges, Charlie Parker, Cannonball Adderley, Art Pepper e Ornette Coleman. No dia 20 de Janeiro, Júlio Pereira apresenta “Praça do Comércio” naquele que será o seu primeiro concerto no Auditório de Espinho. Uma oportunidade imperdível de testemunhar o presente e o legado de um nome histórico da música portuguesa.

Em Fevereiro, mais precisamente no dia 9, a Orquestra Clássica de Espinho, sob direcção do maestro Pedro Neves, apresenta-se com o oboísta Pedro Ribeiro numa noite em que serão interpretadas obras de Richard Strauss e Dvorák. No dia 16 de Fevereiro as islandesas Amiina apresentam em Espinho o Filme-Concerto “Fantômas”. O grupo formou-se no final dos anos 90 no Reykjavík College of Music com a intenção de dar um twist à música clássica. E assim foi, em discos como Kurr (2007) ou Puzzle (2010), amplamente elogiados pela crítica e pelo público. Fizeram também parte dos Sigur Rós, assegurando a secção de cordas nos seus discos e concertos.

A fechar o mês de Fevereiro, no dia 24, a companhia Seiva Trupe Teatro Vivo apresenta “O Senhor Ibrahim e as Flores do Alcorão”, de Eric-Emmanuel Schmitt, a história da relação entre um jovem judeu e um velho merceeiro árabe.

Em Março o Auditório de Espinho – Academia acolhe dois espectáculos do Festival Mar-Marionetas 2018. No dia 3 de Março, a companhia checa Karromato apresenta “O Circo de Madeira” e no dia 9 de Março será a vez dos espanhóis Zero en Conduta levarem a palco “La Dernière danse de Brigitte”. No dia seguinte, o grupo Les Filles de Illighadad, oriundo do Níger, trazem a Espinho uma mistura de música Tuareg de guitarras com a tradição folk rural à semelhança do que fazem Tinariwen, Bombino ou Mdou Moctar. Apresentarão no AdE aquele que é o seu primeiro disco de estúdio, Eghass Malan.

A 17 de Março, o israelita Adam Ben Ezra, um verdadeiro fenómeno do contrabaixo, apresenta-se a solo no Auditório de Espinho – Academia. Com mais de dez milhões de visualizações no Youtube, Adam Ben Ezra tem cimentado o seu sucesso actuando por todo o mundo em festivais internacionais de referência. A fechar Março, no dia 24, o guitarrista André Fernandes apresenta o seu novo projecto, “Centauri”, com dois dos mais talentosos e jovens saxofonistas portugueses, José Pedro Coelho e João Mortágua, e uma das mais jovens e requisitadas secções rítmicas nacionais, Francisco Brito e João Pereira.

Neste trimestre o Auditório de Espinho apresenta ainda a exposição Promenade, com fotos de Miguel Refresco, que ensaia um retrato da região dos Balcãs. A inauguração acontece já amanhã e as obras estarão patentes no Foyer do AdE até ao dia 24 de Março. A entrada é livre.

Programação completa e mais detalhes em: http://musica-espinho.com/auditorio/